Da monarquia à oligarquia

Da monarquia à oligarquia
Código do Produto: 9788579392641

Disponibilidade: Em estoque

Preço Normal: R$48,00

Preço Especial R$40,80

Detalhes

Da monarquia à oligarquia considera as transformações sofridas pela representação política brasileira durante as duas primeiras etapas de construção do seu Estado nacional: a monárquica, vivenciada sob as formas constitucionais imperiais e marcada pela hegemonia da representação enquanto personificação exercida pela Coroa (1822-1860), e a oligárquica, que começou a se esboçar sob o Império e se consolidou sob as formas constitucionais republicanas, caracterizada pela hegemonia da representação enquanto mandato dos setores oligárquicos (1860-1930). Depois de comparar os dois períodos, o livro aponta a timidez ou a pouca relevância do tema da representação durante a República. A despeito das intensas divergências que marcaram as oposições entre liberais e conservadores, nenhum deles estava preocupado em ampliar a esfera pública: a divergência política girava apenas em torno da conveniência ou da possibilidade de se tornar efetiva a representação daqueles que, no quadro institucional vigente, já detinham o direito de voto. Ou seja, a controvérsia política não se dava sobre a ampliação do eleitorado, mas em torno da implantação do sistema existente – e isto, quando os percentuais de comparecimento dos eleitores às urnas não superava o de 3,5%, taxa inferior de cinco a seis vezes àquelas então verificadas nos países centrais. Da monarquia à oligarquia considera as transformações sofridas pela representação política brasileira durante as duas primeiras etapas de construção do seu Estado nacional: a monárquica, vivenciada sob as formas constitucionais imperiais e marcada pela hegemonia da representação enquanto personificação exercida pela Coroa (1822-1860), e a oligárquica, que começou a se esboçar sob o Império e se consolidou sob as formas constitucionais republicanas, caracterizada pela hegemonia da representação enquanto mandato dos setores oligárquicos (1860-1930). Depois de comparar os dois períodos, o livro aponta a timidez ou a pouca relevância do tema da representação durante a República. A despeito das intensas divergências que marcaram as oposições entre liberais e conservadores, nenhum deles estava preocupado em ampliar a esfera pública: a divergência política girava apenas em torno da conveniência ou da possibilidade de se tornar efetiva a representação daqueles que, no quadro institucional vigente, já detinham o direito de voto. Ou seja, a controvérsia política não se dava sobre a ampliação do eleitorado, mas em torno da implantação do sistema existente – e isto, quando os percentuais de comparecimento dos eleitores às urnas não superava o de 3,5%, taxa inferior de cinco a seis vezes àquelas então verificadas nos países centrais. Da monarquia à oligarquia considera as transformações sofridas pela representação política brasileira durante as duas primeiras etapas de construção do seu Estado nacional: a monárquica, vivenciada sob as formas constitucionais imperiais e marcada pela hegemonia da representação enquanto personificação exercida pela Coroa (1822-1860), e a oligárquica, que começou a se esboçar sob o Império e se consolidou sob as formas constitucionais republicanas, caracterizada pela hegemonia da representação enquanto mandato dos setores oligárquicos (1860-1930). Depois de comparar os dois períodos, o livro aponta a timidez ou a pouca relevância do tema da representação durante a República. A despeito das intensas divergências que marcaram as oposições entre liberais e conservadores, nenhum deles estava preocupado em ampliar a esfera pública: a divergência política girava apenas em torno da conveniência ou da possibilidade de se tornar efetiva a representação daqueles que, no quadro institucional vigente, já detinham o direito de voto. Ou seja, a controvérsia política não se dava sobre a ampliação do eleitorado, mas em torno da implantação do sistema existente – e isto, quando os percentuais de comparecimento dos eleitores às urnas não superava o de 3,5%, taxa inferior de cinco a seis vezes àquelas então verificadas nos países centrais.

Mais Informações

ISBN 9788579392641
Título Original -
Autores Christian Edward Cyril Lynch
Colaboradores -
Editora Alameda
Selo Alameda
Categoria -
Idioma Português
Assuntos História do Brasil
Faixa Etária -
Quantidade de Páginas 280
Acabamento Brochura
Edição 1
Volume -
Ano 2014
Data de Publicação 01/09/2014
Sumário -
Dimensões 14x21x20cm
Matéria Escolar -

Deixe seu comentário

Você está revisando: Da monarquia à oligarquia

Como você avalia este produto? *

  1 estrela 2 estrelas 3 estrelas 4 estrelas 5 estrelas
Preço
Entrega
Qualidade