Buscar
O livro traz à tona um Norbert Elias apaixonado por música. O cientista social aplica seu enorme poder de percepção ao caso de conflito trágico entre criatividade pessoal e uma sociedade que queria controlá-la. Na opinião de Elias, a música é indissoluvelmente ligada ao tipo de sociedade e à época em que ela é produzida. A obra apresenta, assim, uma bela descrição do relacionamento arte-sociedade no século XVIII, a partir do brilhante estudo sobre a vida e o gênio criativo de Wolfgang Amadeus Mozart.
Veja mais