Buscar
O cúmulo do antagonismo
Cód:
506_9786525215174

Por: R$ 69,90

Preço a vista: R$ 69,90

Comprar
Não se retira do homem o domínio racional sobre a Terra. Somente uma força natural e inteligível pode atuar sobre ele, fazendo-o agir somente por intermédio do instinto, como se acredita que já o fazem as outras formas de vida. Em sendo assim, o discurso encontrado neste livro não se baseia em uma pretensa igualdade entre o homem e os outros animais. Não há que se entender, aqui, que seja possível instituir, jurídica e racionalmente, direitos a um ser irracional. Porque, mesmo no momento em que aceita os outros viventes como sujeitos de direitos, o homem está sendo superior, porquanto um ser capaz de decidir quem tem direitos. Mas que não se confunda o não ter direitos com o ser escravo. A escravidão é antagônica à racionalidade. A prática, seja ela contra homens ou entes despersonalizados, só exterioriza bestialidade. Então, igualam-se ou se invertem os sujeitos. A tese é consentânea à ideia de um Criador Supremo. Porque atribuir liberdade é dizer: Ganharás o pão com o suor do teu rosto!. O solilóquio induz a uma abstração: Não te darei nada; mas, também, nada exigirei de ti: eis o teu livre-arbítrio. Vai-te, domina a Terra e as demais criaturas que nela habitam, mas não percas tua racionalidade!.
Veja mais

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Quem viu também comprou