Buscar
Razão de Estado e democracia
Cód:
254_9789724047669

De: R$ 169,00Por: R$ 152,10ou X de

Economia de R$ 16,90

Comprar
Se as práticas e as técnicas políticas ligadas à razão de Estado configuram suspensões efetivas – limitadas, embora, no tempo – dos procedimentos normais do Estado de direito, em que condições, sob que circunstâncias, com que justificações e em que termos, podemos hoje admitir uma legitimidade autónoma do poder político face ao direito e à justiça? Qual, afinal, o conteúdo político que cifra o conceito hodierno de razão de Estado? Haverá ainda razões objetivas (quais?) que permitam distinguir a boa e verdadeira da má e falsa razão de Estado? E que tipo de racionalidade se tem hoje em mente quando se invoca a razão de Estado? Quando o conjunto do aparelho de Estado e as instituições políticas contemporâneas caem nas mãos de castas partidárias, quando frequentemente se vêem substituídas nas suas funções pela demagogia populista dos media, o que se pode esperar da invocação da razão de Estado senão uma flagrante e insidiosa substituição do interesse público pelo interesse privado – definição propriamente política de corrupção? Onde quer que os servidores públicos do Estado se transformem em donos privados do Estado, contrariando o nexo democrático entre o princípio de representação e a publicidade do poder, intervém uma razão de Estado que já não pode ser classificada senão como razão de Estábulo - Baltasar Gracián
Veja mais

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Quem comprou também comprou